Tenha uma vida mais plena valorizando cada última vez

0
2617
Tenha uma vida mais plena
Tenha uma vida mais plena valorizando cada última vez

Viver intensamente é valorizar cada momento apesar de qualquer circunstância

Tenha uma vida mais plena livre de ansiedade, esteja presente no agora valorizando cada última vez, viva intensamente cada momento.

O que a humanidade está vivendo nesses últimos meses pode parecer assustador na maior parte do tempo.

Experimente observar o que não é tão evidente à simples vista. Pare um pouco, respire fundo e se permita um olhar mais aguçado da realidade.

Uma noite, fazendo dormir nosso filho mais novo, ao lado da janela na escuridão do quarto dirigi o olhar ao céu. Perguntei-me quando foi a última vez que vi o céu estrelado.

Busquei nos arquivos da minha memória visual e por certo não encontrei o momento exato da última vez que contemplei estrelas no céu.

Depois de adulta eu entendi que nunca vi uma estrela de verdade. Não da maneira convencional como acontece com uma pessoa que enxerga normalmente. Mas eu tive as minhas “próprias” estrelas.

Esse assunto ligou meu pensamento a outro momento. Há alguns anos, como professora do ensino médio eu sempre levava uma história para compartilhar com os alunos.

Aprendíamos juntos em profunda reflexão sobre a vida prática e um dia eu falei sobre “a última vez que…”.

Por costume, relacionamos esta frase com o evento da morte. Faz parte de conversa de velório: “a última vez que fulano fez isso ou aquilo…”.

Mas naquele início de aula, levei os alunos a refletirem no quanto essa “última vez que…” está presente na nossa vida sem nos darmos conta do fato.

No frenesi do ganha pão, corremos atrás do vento e não damos valor ao momento presente, ao que se vive no hoje.

Quantas vezes realizamos tarefas cheias de significado, coisas que serão lembradas apenas quando não mais as tivermos nas mãos.

Quando com extrema nostalgia fecharmos os olhos, scaneando a memória tentando reviver, quase num ato de teletransportação, a última vez que:

  • tomei nos braços meu filho que hoje excede em peso o que sou capaz de suportar;
  • troquei as fraldas do meu bebê que hoje já sabe usar o banheiro sozinho;
  • fiz uma longa caminhada ao lado de minha mãe, recolhendo flores e conversando sobre os sonhos para o futuro;
  • fiz o caminho até a escola mantendo uma conversa divertida com as amigas do colégio;
  • enviei uma carta pelo correio para um amigo e contei as semanas esperando pela resposta;
  • gargalhei até perder o fôlego com as colegas de quarto e amigas na Universidade;
  • me sentei ao lado do meu avô para ouvir suas histórias;
  • vesti meu uniforme escolar.

Não consigo me lembrar qual foi a última vez que vi o brilho de uma estrela no céu. Mas tenho estampado no arquivo da minha memória o céu estrelado mais significativo que já vi.

O fundo era com aquela escuridão intensa que se perde no infinito ressaltando os diferentes pontos brilhantes, grandes e pequenos.

Um sem fim de estrelas que contemplávamos no fundo do quintal da casa onde nasci, quando acabava a energia elétrica na cidadezinha mineira. Meus pais, minha irmã e eu.

Valorize o seu hoje. O passado já se foi e deve ser ressignificado a fim de que o presente seja mais leve, e tenha uma vida mais plena.

O futuro ainda não existe. Futuro se constrói no presente.

Portanto, o que importa de verdade é o aqui e agora. Faça valer a pena cada minuto.

A gratidão pelo presente fará com que a sua “a última vez que…” se torne inesquecível.

Tenha uma vida mais plena!

Acesse outras matérias de minha autoria, clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here