Todas as gestantes deveriam saber sobre pompoarismo

0
40
Todas as gestantes deveriam saber sobre pompoarismo
Todas as gestantes deveriam saber sobre pompoarismo

Conheça os benefícios do pompoarismo na gravidez

Todas as gestantes deveriam saber sobre pompoarismo para poderem melhor se prevenir e tratar sintomas que afetam a saúde pélvica.

Os exercícios de pompoarismo têm como alvo o assoalho pélvico, que é um conjunto de músculos da região pélvica que vai do cóccix até o osso púbico como uma rede. O músculo primário do assoalho pélvico é o pubococcígeo, que corre ao longo e ao redor das aberturas da uretra, vagina e reto.

Essa camada de músculos sustenta os órgãos da pelve, que incluem o útero, a bexiga e o intestino. Esses músculos abrangem a base da pelve para manter os órgãos no lugar e fortalecer a bexiga e os esfíncteres retais, o que nos dá o controle consciente sobre a bexiga e o reto e a liberação de urina, fezes e flatulência.

Um assoalho pélvico forte ajudará a prevenir e / ou tratar o seguinte:

  • Vazamento de algumas gotas de urina ao tossir, fazer exercícios, rir ou espirrar (incontinência urinária de esforço);
  • Impulsos fortes e repentinos de urinar (incontinência urinária de urgência);
  • Hemorroidas;
  • Vazamento inesperado de fezes (incontinência fecal);
  • Prolapso de órgão pélvico.

Exercitar os músculos do assoalho pélvico também ajuda a tonificar os músculos da vagina, o que pode melhorar a saúde e o prazer sexual. Na verdade, pesquisas mostram que existe uma forte ligação entre músculos do assoalho pélvico enfraquecidos e disfunção sexual.

A prática do Pompoarismo é tratar ou prevenir sintomas de saúde pélvica e, na maioria das vezes, é seguro começar a qualquer momento.

No entanto, se você tiver um assoalho pélvico hiperativo, os exercícios de pompoarismo podem piorar seus sintomas.

A Gravidez e músculos do assoalho pélvico

A gravidez e o parto podem sobrecarregar os músculos do assoalho pélvico, principalmente devido ao peso da barriga da grávida, mudanças na postura e no alinhamento do corpo e todo o alongamento e compactação que acontecem nas regiões pélvica e abdominal da mulher durante o crescimento de um bebê.

O próprio parto também pode causar danos a esses músculos, resultando em distúrbios comuns do assoalho pélvico.

Vídeo: Por Que é tão importante praticar pompoarismo / ginástica íntima na gravidez?

O parto vaginal, especialmente os partos subsequentes, podem enfraquecer significativamente os músculos do assoalho pélvico, assim como uma cesariana.

Pesquisas demonstram de forma esmagadora uma relação entre gravidez e diminuição da força do assoalho pélvico. Outros fatores, como trauma, cirurgia abdominal, esforços repetidos de constipação, envelhecimento e excesso de peso também enfraquecem os músculos do assoalho pélvico.

Mesmo que você não tenha uma disfunção do assoalho pélvico clinicamente diagnosticada, os exercícios de pompoarismo podem ajudar a reverter, melhorar ou prevenir uma variedade de sintomas de saúde pélvica que comumente surgem durante ou após a gravidez, incluindo:

  • Constipação ou dor com evacuações;
  • Sentir que você não “terminou” durante uma evacuação;
  • Vazamento de fezes;
  • Dor na região lombar;
  • Dor ao urinar;
  • Dor com a relação sexual;
  • Incontinência pós-parto (incontinência urinária de esforço, incontinência urinária de urgência, incontinência mista).

É uma boa ideia consultar seu médico sobre o início desses exercícios se você tiver algum problema específico de saúde pélvica, especialmente se estiver grávida ou tiver dado à luz recentemente.

O seu médico pode querer que você espere até se recuperar do parto antes de iniciar o tratamento para ver se algum dos sintomas mudou ou se é um sinal de outra condição não relacionada à sua gravidez.

Minha dica como Sexóloga:

Como qualquer regime de treino, leva algum tempo para ver uma melhora significativa na força muscular com a prática dos exercícios de pompoarismo.

Muitas pessoas começam a notar uma mudança na força da bexiga (com menos “acidentes” e tempos mais longos entre as idas ao banheiro) dentro de três a seis semanas realizando os exercícios de pompoarismo regularmente, mas isso varia muito de pessoa para pessoa.

Esses exercícios são comumente recomendados como a linha inicial de tratamento, mas se a arte milenar do pompoarismo sozinho não resolver seus sintomas, outros tratamentos, como fisioterapia ou cirurgia, podem ser sugeridos.

No entanto, esse exercício relativamente simples pode fazer uma grande diferença e, depois que você pega o jeito, a prática do pompoarismo tende a se encaixar facilmente em sua vida cotidiana.

Vai embora não! Aproveita e passa pra conhecer o meu canal no YouTube – www.youtube.com/nanymaravilha, somos o melhor canal de sexualidade, sensualidade e pompoarismo tanto feminino quanto masculino do planeta.

E tem muito conteúdo gratuito para você aprender e se desenvolver.

Como sexóloga e especialista em pompoarismo tenho impactado a vida de homens e mulheres, tornando-os muito mais felizes no relacionamento.

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui