Afinal, o que Querem as Mulheres?

0
16
O que querem as mulheres

Se querer é sonhar, é desejar, é realizar, então as mulheres querem tudo; do onírico, ao poético, da dura realidade que não é justa e igualitária aos sonhos romanceados e apaixonados.

Das lagrimas salgadas do desespero passado aos sorrisos das lembranças do presente e anseios para um futuro melhor e desenhado.

Ser Jardim secreto e flor, ser jarro perfumado, ser amante e esposa, mãe e avó sem se esquecer da artista empresaria, cientista e criativa da sua própria estrada iluminada de Sol, Luz, água, ventos, tempestades e muito Amor festejado!

Esse tipo de Amor muito especial que pertence ao Céu, se torna incondicional, como uma marca cósmica, uma infinita lagrima de alegria e um abraço sem fim.

O mais difícil disso tudo é se descobrir, se aceitar com todas as delicadas qualidades e defeitos, principalmente discernir em meios às tempestades do nosso coração.

Afinal nós Mulheres queremos ser rainhas, amazonas, guerreiras, presidentes, ministras, jornalistas, cientistas, professoras, médicas, astronautas, artistas, poetisas e musas, simplesmente tudo ou nada!

Copos de leites, pele leitosa, macia perfumada, ser o côncavo e o convexo, nas noites mal dormidas. Belas elegantes profissionais e exuberantes musas cobiçadas.

Ah se nem Freud consegue explicar o AMOR! Para mim a Mulher está mais próxima da frase de Honoré de Balzac:

“o amor é a poesia dos sentidos. Ou é sublime, ou não existe. Quando existe, existe para todo o sempre e aumenta cada vez mais”.

Somente o amor nos transmite, nos ensina, nos transcende. E o Amor é mais forte que tudo, mais forte que a Morte.

Segundo Jean Molière:

“O Amor é um Mestre admirável que nos ensina a sermos o que nunca fomos; e, muitas vezes, com as suas lições, mudam completamente, num instante, os nossos costumes”.

Eu diria que o AMOR pode tudo! Ele é o estimulo e o desafio, é a revelação e a elevação!

Afinal o que desejamos?

A Chave que abre tudo: o Amor, a Felicidade, o Sucesso, o Reconhecimento, um Mundo mais justo, irmãos da Justiça, Liberdade, Igualdade, Fraternidade e Solidariedade.

Artigo anteriorOs grandes desafios do processo de emagrecimento
Próximo artigoEsgotamento emocional na rotina das mulheres
Diva Pavesi
Brasileira, nascida em São Paulo-SP, em 17 de novembro de 1956, Brasileira, casada com o empresário Nicolas Pavesi, é naturalizada francesa e vive há 31 anos na Europa. Mãe de dois filhos: Luis Pavesi e Vittorio Pavesi; tem dois netos: Thais Pavesi e Lukas Pavesi. Formada em Jornalismo, especialização em Rádio e Televisão e Relações Públicas pela Fundação Cásper Líbero, em São Paulo, em 1986. Pós-graduada pela Universidade Sorbonne, em Paris, e Universidade de Dublin, Irlanda, nas áreas de Cultura, Business e Comunicação. Fala fluentemente quatro idiomas: Francês, Inglês, Espanhol e Italiano. Diva Pavesi viveu em varias capitais da Europa: Lisboa, Paris, Londres, Dublin, Nice, Orléans. Sua vida é dedicada às Artes, Letras, Cultura Brasileira e Francesa, onde promove os dois países nas maiores vitrines artísticas e culturais do mundo. Editora, Jornalista, Escritora, Fotógrafa, Curadora, Produtora Cultural, Marchand, Tradutora e Intérprete. Presidente da “Divine Académie des Arts Lettres et Culture”. Presidente da Divine Magazine. Presidente da DBI International de Business. Presidente da Divine Edition. Presidente da RIHMI - Rede Internacional de Homens e Mulheres Inspiradores. Editora: já editou e lançou mais de 70 livros em sete anos, de grandes autores, poetas e escritores brasileiros; dentre eles três livros de Martinho da Vila. Escritora: já editou vários livros de arte fotográfica e artes plásticas, bem como romances e livros que promovem varias capitais do Brasil. Curadora: já expôs no Carrousel du Louvre e em varias galerias de arte em Paris; mais de 1200 artistas nos últimos 30 anos. Também promove Artistas Plásticos Franceses no Brasil, nos mais importantes museus, galerias de arte e Salões de Artes, na França e na Europa. Jornalista: criou vários jornais, revistas e programas de radio e de televisão ao longo de sua carreira internacional em vários países da Europa. Correspondente de vários órgãos de comunicação: Revistas, Rádios e Televisão. Conferencias e Projetos Sociais: Em agosto de 2017 vai inaugurar a criação de uma Biblioteca para 120 Crianças de uma Comunidade carente em São Paulo. Conferências que foram realizadas em Universidades no Brasil e na França de 2009 a 2014: “Educação, Formação, Cultura e Inclusão Social se aprendem na Escola” “Igualdade étnica.” Respeito as tradições e as diversidades". « Liberté Egalité et Fraternité ecoam em minha alma verde e amarela. » “Não às violências e violações infantis”. “Protejamos as nossas crianças que são o Futuro do Mundo.” Projeto de Lei Cultural: Idealizadora do Projeto de Lei n° 279/2004, aprovada na Câmara Municipal de São Paulo “Semana da Cultura Francesa”, no município de São Paulo, na semana de 14 a 20 de julho, com o objetivo do intercâmbio cultural e turístico entre o Brasil e a França. Doação de Livros: De 2008 a 2014: doou centenas de livros para Bibliotecas e Institutos no Brasil e na França. Diva Pavesi é Membro de Instituições Francesas e Brasileiras e já foi condecorada pelas Forças Armadas Brasileiras. Em 2015 é condecorada com o titulo: “Amigo da Marinha”, pela Marinha Brasileira na Embaixada do Brasil em Paris. Em 2011 foi condecorada com a “Medalha Granadeiro” do Primeiro Batalhão de Guardas – Batalhão do Imperador 1823 / Rio de Janeiro. Em 2010, recebeu a “Monção de Honra” no Senado do Brasil em Brasília. Em 2009 recebe as condecorações na Academia Brasileira de Letras as Medalhas de Ouro Jorge Amado e Guimarães Rosa, na UBE e ABRADE no Rio de Janeiro. Em 2009 recebe a Medalha de Ouro, da “Societé d’Encouragement International et National des Sauveteurs em Paris.” Em 2009 e 2007, recebe a condecoração da Academie International du Mérite et Dévouement Français e da “Société Academique des Arts Sciences et Lettres”, que festejou seus 100 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here