suas escolhas

Suas escolhas e os erros que pode cometer por não se conhecer

Ainda faz sentido para você o que vem escolhendo?

Suas escolhas ainda fazem sentido para você ou foram feitas em um momento em que você se sentia diferente, tinha uma outra visão, opinião, ou simplesmente por impulso. E sem perceber, sem se dar conta fez de novo e de novo até se tornar um hábito.

E hoje esse conjunto de escolhas tornaram você quem é. Com esse físico, cabelo, tom de voz, profissão, hábitos diários, amigos, respostas e reações que já saem no automático. Sim, suas escolhas transformaram você no que é hoje.

Porém, algumas escolhas deveriam ser passageiras, que deixam lições, experiências, que trazem conhecimento e com o passar do tempo deixam de fazer sentido e se vão.

Outras permanecem e se tornam hábitos ou características …

E com isso vem a minha pergunta: tudo o que você faz hoje, faz sentido para você hoje?

Vou te ajudar a descobrir se suas escolhas ainda fazem sentido pra você, mas seja muito sincera com você ao responder.

Procure fazer um exame de consciência, com as coisas que você diz, do jeito que você responde, como você trata as pessoas, os lugares que frequenta, as pessoas com quem convive, a rotina que cultiva, até mesmo o que costuma comer e vestir.

Isso tudo ainda faz sentido pra você, se encaixa na pessoa que você é hoje aí dentro, ou que você desejava ser?

Suas escolhas foram sendo feitas ao longo da sua vida e nem todas precisavam ser permanentes, mas com a correria, com o “assim tá mais fácil”, com as opiniões alheias que nem sempre conseguimos confrontar, ou só porque naquele momento fazia sentido.

E talvez hoje já nem faça mais, já não se encaixa na realidade atual, talvez até te cause estresse. E por medo do novo, ou por não saber ao certo o que quer, por medo de mudar, você permanece com essa escolha, que não é mais sua, mas de alguém que um dia, ou por um momento você foi.

Muitas pessoas fogem do processo que é se conhecer de verdade, o autoconhecimento, porque nele você pode encontrar arrependimentos, medos, frustrações, mas também muita coisa boa.

E é só dessa forma que você passa a entender se as suas escolhas ainda fazem sentido pra você. E não posso deixar de dizer que mudar às vezes dói, que nem sempre é fácil, que tempo e energia além de disciplina são necessários.

Mas é uma delícia quando você simplesmente passa a ser você, tomando posse de si, liberta de todas as amarras que um dia por uma escolha ou outra errada que fez, se viu presa a uma pessoa que não era você, talvez alguém que foi construído só para “agradar”.

Permita-se viver essa viagem de fazer suas escolhas de forma mais consciente, onde a resposta certa está em buscar a sua essência e deixar que transborde, mesmo que fuja dos padrões, mesmo que não agrade a todos.

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias

Compartilhar

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Telegram
Pular para o conteúdo