Muita história existe por trás do seu cafezinho

2
780

O café é uma das bebidas mais consumida pelo brasileiro.

Sua importância é inegável pois o cafezinho tem um papel social importante nos encontros, quando chega uma visita, e nas reuniões.

Mas, você sabe o caminho que essa planta percorreu para chegar até aqui?

O café é uma planta que tem origem na região da Etiópia, mais especificamente das regiões altas, Enária e Cafa onde, essa última região pode ser responsável pelo nome que a planta recebe.

Segundo alguns relatos, o café foi descoberto por um pastor que percebeu que suas cabras mudavam seu comportamento após se alimentarem das folhas e dos frutos do cafeeiro, ficando mais animadas e com mais energia.

Esse pastor então levou amostras das plantas ao Monge, que ao preparar uma infusão/chá com as folhas e frutos de café, confirmou que a mesma causava agitação.

Considerando esse efeito como positivo, a bebida passou a ser utilizada nas vigílias noturnas para evitar o sono no momento de oração.

Da Etiópia o café foi levado para a Arábia, onde era usado na medicina para cura de diversas doenças.

De lá, foi levado ao Egito e posteriormente a Turquia. Na Europa, foi introduzido na Inglaterra e na Itália no século XVII.

No Brasil, o café chegou em 1727 trazido pelo Sargento Francisco de Mello Palheta, que tinha a tarefa de fazer o reconhecimento de trajetos fluviais para a defesa de território, além de promover o enriquecimento e o poder da metrópole.

Palheta em uma viagem a Guiana Francesa, para tratar de interesses da corte, recebeu as primeiras sementes da planta de café “clandestinamente” da esposa do governador da Guiana.

Madame D’Orviliers, um tanto apaixonada pelo Sargento, colocou discretamente várias sementes de café no bolso de Palheta e então teriam iniciado ali as primeiras plantações de café do Brasil, destinadas a Belém no Pará.

Após, o café foi levado ao Maranhão, chegando na Bahia em 1770 e no Rio de Janeiro em 1774, então espalhou-se pela Serra do Mar e no Vale do Paraíba. Por volta de 1820 São Paulo, depois Minas Gerais e Espírito Santo.

A partir de então, a história do café se mistura com a história do Brasil, visto a sua importância econômica e social em várias fases de desenvolvimento do nosso país, como no ciclo do café que proporcionou uma nova fase econômica ao Brasil.

Em 1881-1890 o café era o produto mais exportado no Brasil, chegando a 62% das exportações.

Os grandes lucros decorrentes da exportação do café enriqueceram os grandes fazendeiros, chamados “Barões do café”, e sustentaram financeiramente o Império brasileiro.

Graças a produção de café que se teve a construção de ferrovias, para que ocorresse o escoamento dos grãos da fazenda para o porto, principalmente ao porto de Santos em São Paulo.

Atualmente, o maior produtor e exportador mundial de café é o Brasil, com cerca de 50 milhões de sacas em 2,3 milhões de hectares.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here